TRENDING NEWS

recent

Sewercide - "Immortalized In Suffering" Review






1. For Those About to Rot
2. A Dying Dream
3. Snares of Carnality
4. Interlude in Agony
5. Acrimoniously Disharmonized
6. Pierced with Sentient Trepidity
7. Megalithic Tomb
8. Infinifixion
9. Eternal (In Spirit)
Duração 35:56


Talvez seja por ondas mas parece que de vez em quando há um país que se destaca de todos os restantes. Uns tempos atrás era o Canadá, com uma média de qualidade das suas propostas bem elevada, agora parece ser a Austrália, que, não sendo um país referência para a música extrema, tem vindo a evidenciar uma série de bandas novas. Quando não são novas, pelo menos estão a dar os primeiros passos no que diz respeito aos álbuns de originais. É o que acontecer com os Sewercide, banda de Melbourne que já existe desde 2012 tendo lançado uma série de splits e um EP, chegando com este "Immortalized In Suffering" à estreia discográfica.

O que temos é death metal bruto e, claro, old-school, com alguns detalhes técnicos aqui e ali, mas cujo foco é mesmo na brutalidade. Já sabemos o que estão todos a pensar, "até aqui nada de novo", certo? É verdade, os Sewercide não trazem nada de novo, nem mesmo no nome algo parvo (o que é aquilo, esgoticídio? É um homicídio com uma tampa de esgoto?), o que poderá deixar logo a questão no ar da validade de se gastar tempo com eles. E é nestes momentos em que temos que deixar a música falar, a música fala mesmo mais alto, mesmo quando é má. Neste caso, não é má. Antes pelo contrário.

Então qual é o problema? Faltam ganchos. Poderá ser algo parvo falar de ganchos em death metal bruto e old-school, mas toda a música, por mais extrema que seja, precisa de ganchos, de outra forma o ouvinte perde-se e por vezes isso aqui acontece, o que até justifica a inclusão de colocar um interlúdio, para o chamar de volta. O problema é quando esse interlúdio (na forma de "Interlude In Agony") é uma pianada daquelas más que surgiam décadas atrás só para se mostrar alguma melodia e que não tinham nada a ver com nada. Para quem não for muito exigente, não terá dificuldade em ficar fascinado com esta estreia. No nosso caso, sentimos que após algumas audições, ficamos com a ideia de que este álbum, por mais que se tente, não se consegue interiorizar.

Nota 6/10

Com o apoio de

Related Posts

Review

Sem comentários:

Enviar um comentário

Imagem
World Of Metal
World Of Metal - Zine, Radio and TV - Support Us On Patreon!

World Of Metal - Zine, Rádio e TV - Apoie-nos no Patreon!

random
World Of Metal. Com tecnologia do Blogger.