TRENDING NEWS

recent

In Flames - "Sounds From The Heart Of Gothenburg" Review


In Flames... se há banda que fez uma antevisão da modernização do seu death metal, essa banda foi definitivamente os In Flames. O problema foi não ter parado essa evolução e de ter descaracterizado por completo o seu som. Para muitos, a banda evoluiu e tornou-se realmente original. Para outros tantos, apenas incorporou uma série de influências descartáveis que o tempo se encarregou de esquecer e alienou grande parte da sua base de fãs. Da nossa parte, sempre gostámos de In Flames, mas temos de que admitir que gostamos muito mais da sua primeira fase, fase que ficou esquecida por aqui já que o alinhamento acenta do álbum "Colony" (de 1999) para a frente.

Temos uma desse álbum ("Resin"), uma do seguinte, "Clayman" (a previsível "Only For The Weak"), mais uma do "Reroute To Remain" de 2002 ("Trigger"), outra do "Soundtrack To Your Escape" de 2004 ("The Quiet Place") e mais uma do "Come Clarity" de 2006 ("Take This Life"). A partir do álbum "A Sense Of Purpose" de 2008 é que as escolhas para o alinhamento da banda incidem o que quer dizer que este é um lançamento indicado para os fãs da fase mais recente da banda, o que também não é algo que não podemos censurar. Bem ou mal a banda evoluiu e não ficou presa ao passado e isso é de louvra, mesmo que não concordemos com o caminho escolhido.

Em termos de produção, o som está impecável assim como a própria prestação da banda, o que é sintomático com os dias em que vivemos, em que os álbuns ao vivo não servem mais do que compilações disfarçadas para sacar alguma guita aos fãs. As versões ao vivo são cópias quase exactas daquilo que podemos encontrar nos álbuns o que apenas grandes fãs se mostraram interessados em adquirir este trabalho. Quando os trabalhos em questão são principalmente os mal amados "Sounds Of A Playground Fading" e "Siren Charms", então trata-se mesmo de algo que só interesserá aos fãs mais fanáticos.

Que fique aqui claro que este álbum não tem nenhum problema além de ser mais uma lembrança que os In Flames continuam a não ser o que eram e provavelmente nunca serão, o que quer dizer que quem não os conhece, ao comprar este álbum ficará com perfeita noção do que aquilo que a banda fará nos próximos tempos já que não se prevê que vá fazer uma inversão de marcha por muito que isso seja desejado. Resta apenas acrescentar que tendo sido registado em 2014, trata-se do último lançamento que conta com o baterista Daniel Svensson, que já estava na banda desde 2008 e desistiu da banda no passado ano.

CD 1
1. In Plain View
2. Everything's Gone
3. Fear Is the Weakness
4. Trigger
5. Resin
6. Where the Dead Ships Dwell
7. With Eyes Wide Open
8. Paralyzed
9. Through Oblivion
10. Ropes
Duração 41:45  

CD 2
1. Delight and Angers
2. Cloud Connected
3. Only for the Weak
4. The Chosen Pessimist
5. The Quiet Place
6. When the World Explodes
7. Rusted Nail
8. The Mirror's Truth
9. Deliver Us
10. Take This Life
Duração 47:36


Nota 6/10



Tags

Related Posts

Review

Sem comentários:

Enviar um comentário

Imagem
World Of Metal
World Of Metal - Zine, Radio and TV - Support Us On Patreon!

World Of Metal - Zine, Rádio e TV - Apoie-nos no Patreon!

random
World Of Metal. Com tecnologia do Blogger.