TRENDING NEWS

recent

Sahg - "Memento Mori" Review


Quando ouvimos o quarto álbum, "Delusions of Grandeur" dos noruegueses Sahg três anos atrás (chiça, três anos, o tempo voa mesmo), ficámos siderados por uma proposta tão peculiar e tão honesta de doom metal que tem tanto de space rock como de rock psicadélico. Três anos depois é com expectativa que aguardamos pelo seu regresso que está hoje finalmente nas nossas mãos. E não é preciso muito de "Memento Mori" para repararmos que as coisas estão substancialmente diferentes. Tentamos controlar a nossa aversão natural à mudança e continuamos a mergulhar pelas oito faixas que o compõem.

Apesar de tentarmos controlar a voz impaciente que grita dentro de nós, uma coisa é inegável. A produção deste quinto álbum está algo mais... caótica, mais baça, menos orgânica. Mas isso não é assim tão importante, certo? Quantas obras primas têm produções manhosas? Cententas. O problema passa para o departamento da composição também e até do alinhamento. A primeira música, "Black Unicorn", apesar de ser uma boa malha doom, para primeira faixa corta todo o entusiasmo. "Devilspeed", a música que se segue, seria uma melhor música de abertura, capaz de agarrar por completo o ouvinte embora não seja bem aquilo que o ouvinte propriamente anseia. 

Apenas com "Take It to the Grave" a banda acerta finalmente em cheio, com uma música densa e pesada e até a apelar ao psicadelismo não da década de sessenta mas da década de noventa. E assim decorre entre estes registos "Memento Mori", sendo que acaba com uma pesadíssima "Blood of Oceans" que nem parece que seria escrita por eles, mas esse também é um sentimento muito familiar por aqui. Não é dizer que este álbum seja mau, porque não é. É inesperado, confuso e exigente - temos mesmo que nos esforçar para apreciá-lo enquanto que com o álbum anterior, tudo flui naturalmente. Provavelmente a mudança poderá estar relacionada com a mudança de membros. Independentemente disso, no final o que fica é a vontade de ouvir "Delusions of Grandeur" outra vez. O que é chato de se dizer. Sorry boys.


1. Black Unicorn
2. Devilspeed
3. Take It to the Grave
4. Silence the Machines
5. Sanctimony
6. (Praise the) Electric Sun
7. Travellers of Space and Light
8. Blood of Oceans
Duração 44:34


Nota 7/10



Tags

Related Posts

Review

Sem comentários:

Enviar um comentário

Imagem
World Of Metal
World Of Metal - Zine, Radio and TV - Support Us On Patreon!

World Of Metal - Zine, Rádio e TV - Apoie-nos no Patreon!

random
World Of Metal. Com tecnologia do Blogger.